Governo do Estado do Pará

Ir para:

ir ao topo ir ao conteúdo ir ao rodapé

Texto :

Aumentar fonte Aumentar fonte

Estado lança projeto para prevenção de acidentes na infância

Sensibilizar e alertar professores, alunos e técnicos do ensino fundamental e médio das escolas estaduais sobre a importância da prevenção de acidentes domésticos e de trânsito, envolvendo crianças e adolescentes, é o objetivo do projeto “Prevenção de Acidente na Infância: em casa ou no trânsito, todo cuidado é pouco”, que será lançado na próxima quinta-feira (29), às 8h, no auditório do Bloco D da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

O lançamento do projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em parceria com a coordenação do XVI Congresso Médico Amazônico, Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Uepa e Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa).

O projeto será desenvolvido de forma lúdica e descontraída, com o objetivo de formar agentes multiplicadores de comportamentos seguros. O lançamento contará com palestras proferidas por profissionais de área de Saúde e Trânsito, tendo como destinatários professores, técnicos e diretores de escolas, principalmente dos bairros do Marco e Pedreira, onde, de acordo com dados do Detran, acontece a maioria dos acidentes vitimando crianças e adolescentes.

A Sespa também conta com a parceria da organização não governamental Criança Segura, que autorizou a reprodução de materiais educativos, como cartilhas, folders e vídeos, para distribuição aos professores.

Para abranger o maior número de pessoas, a Prodepa viabilizará a transmissão do evento em tempo real por meio da WebTV (www.webtv.pa.gov.br), permitindo que qualquer pessoa assista à programação pela internet, sendo que nos municípios de Altamira, Castanhal, Redenção, Santarém e Parauapebas, os professores serão mobilizados para assistir à programação, sob coordenação de técnicos da Seduc, Sespa e Detran.

No auditório da Uepa, em Belém, participarão diretores e professores das escolas estaduais Professora Donatila Santana Lopes, Jarbas Passarinho, Coração de Jesus, Dom Pedro II, Casa da Criança Santa Inês, Professora Anésia, Rodrigues Pinagé e Icuí Laranjeira.

Estatísticas - De acordo com a secretária adjunta da Sespa, Rosemary Góes, o projeto surgiu em função das estatísticas de acidentes, tanto no ambiente doméstico, onde crianças são vítimas de queimaduras, choques, afogamentos e traumatismos; quanto no trânsito, em que se destacam os acidentes com motocicletas dirigidas por adolescentes. “Acreditamos que, por meio de um processo de aprendizado vindo da escola, a criança possa, inclusive, educar o adulto. A intenção é que esses temas venham a fazer parte da programação curricular”, ressaltou a secretária.

Conforme dados do Detran, em 2006 o Pará tinha 555.558 veículos, dos quais 226.457 automóveis e 171.358 motocicletas. Em 2011, esse número saltou para 1.081.744 veículos, dos quais 421.661 motocicletas e 372.249 automóveis, demonstrando que hoje há mais motocicletas do que carros circulando nas cidades paraenses. Até 2009 havia mais carros do que motos, mas a partir de 2010 o número de motos ultrapassou o de automóveis, e a tendência é crescer a cada ano.

Quanto aos acidentes de trânsito a tendência também é de crescimento. Em 2006, 17.857 veículos (sendo 2.211 motos e 9.102 carros) se envolveram em algum acidente. Em 2010, esse número passou para 45.096 veículos envolvidos em acidentes, entre os quais 19.462 carros e 11.224 motos.

Em relação às vítimas não fatais, o número também vem aumentando anualmente. Em 2006, 3.510 pessoas sofreram acidente de trânsito. Em 2010 esse número passou para 13.421 vítimas, das quais 583 na faixa etária de zero a 17 anos, que são os principais destinatários do Projeto Prevenção de Acidente na Infância.

As estatísticas mostram ainda que os homens são as principais vítimas. Em 2010, 10.193 homens sofreram acidente de trânsito, contra 3.311 mulheres. Os motociclistas têm sido as principais vítimas de acidentes, número que também vêm crescendo anualmente - foram 6.639 casos em 2010, contra 993 registros em 2006.

O número de mortes no trânsito também é preocupante. Em 2010, de acordo com o Sistema de Mortalidade (SIM), 1.182 pessoas morreram de acidentes no trânsito, das quais 402 em acidentes de moto.

Em se tratando de acidente, em casa todo cuidado também é necessário, principalmente com crianças. Segundo dados do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, de 1º de janeiro a 26 de março, foram atendidas 48 crianças - 46 vítimas de quedas, uma mordida por animal doméstico e outra queimada por líquido inflamável.

A próxima atividade do projeto, marcada para maio, também será realizada na Uepa, e reunirá alunos do ensino fundamental de escolas dos bairros da Pedreira e Marco, que participarão de diversas atividades sobre Educação no Trânsito, comandadas por técnicos do Detran e da Seduc. Segundo Rosemary Góes, a continuidade do projeto se dará em parceria com o Detran, Sespa e Seduc, para desenvolvimento no período de um ano.

Serviço: Em Belém, o evento acontecerá no auditório do Bloco D, do Campus II/Uepa (Travessa Perebebuí, nº 2630, ao lado do Bosque Rodrigues Alves - telefone (91) 3277-3800). Nos demais municípios, o evento será acompanhado via WebTV nos seguintes endereços: Campus/Uepa/Altamira (Avenida Bom Jesus, s/n, bairro Mutirão, telefone (93) 3515-1969); Campus/Uepa/Castanhal (Rua Pedro Porpino, nº 1181, bairro Salgadinho, Estrada para Iguarapé-Açu, telefone (91) 3721-1231); Campus/Uepa/Redenção (Rua Mato Grosso, nº 137, bairro Alto Paraná, telefone (94) 3424-1655); Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes)/Santarém (Avenida Coaracy Nunes, nº 3315, Caranazal, contato (93) 3529-1760), e auditório da Prefeitura Municipal de Parauapebas (Rua Morro dos Ventos, Quadra Especial, s/n, bairro Beira Rio 2). Qualquer pessoa pode assistir pelo endereço: www.webtv.pa.gov.br

Fonte Agência Pará: (http://agenciapara.com.br/noticia.asp?id_ver=96154)